Entrevista com o apóstolo Paulo (ex Saulo de Tarso)

Entrevista com o Apóstolo Paulo a um Judaizante, Sabatista e Legalista

  • Caros irmãos, imaginemos um Sabatista/Legalista/Judaizante entrevistando o Apóstolo Paulo a respeito dos ensinos que procuram justificar o homem pelas obras, baseando as respostas no que o Apóstolo Paulo escreveu inspirado pelo Espírito Santo na Epístola aos Gálatas…

EntrevistadorEntrevistador Sabatista/Judaizante/Legalista (empolgado): Amado Apóstolo Paulo, qual a sua opinião sobre as maravilhosas revelações dos profetas e visionários que surgiram no século XIX (Ellen White, Iran Edson, Guilherme Miller, etc)?

Apóstolo Paulo: Maravilho-me de que tão depressa passásseis daquele que vos chamou à graça de Cristo para outro evangelho. (Gal 1:6)

Entrevistador S/J/L: Mas o senhor não acredita que todos eles oferecem uma “luz menor” que guia à “luz maior” que é a Bíblia?

Apóstolo Paulo: Mas, ainda que nós mesmos ou um anjo do céu vos anuncie outro evangelho além do que já vos tenho anunciado, seja anátema. (Gal 1:8)

Entrevistador S/J/L (com um sorriso amarelo): Mas o senhor não acredita que eles apenas estão ensinando detalhes que não são revelados na própria Bíblia?

Apóstolo Paulo: Assim como já vo-lo dissemos, agora de novo também vo-lo digo. Se alguém vos anunciar outro evangelho além do que já recebestes, seja anátema. (Gal 1:9)

Entrevistador S/J/L: err… Mas o senhor não acredita que milhões de pessoas estão sendo “abençoadas” com os ensinamentos destes nossos profetas, além de todas as obras sociais e de ensino e ajuda humanitária? Não seria pecado questionar tudo isso?

Apóstolo Paulo: Porque, persuado eu agora a homens ou a Deus? Ou procuro agradar a homens? Se estivesse ainda agradando aos homens, não seria servo de Cristo. (Gal 1:10)

Entrevistador S/J/L: Mas apóstolo, o senhor vai me desculpar, nós temos a revelação que o homem precisa, para servir a Deus, guardar o Sábado, abster-se de alimentos impuros, conforme a Lei.

Apóstolo Paulo: Todos aqueles, pois, que são da obras da lei estão debaixo da maldição; porque está escrito: Maldito aquele que não permanecer em todas as coisas que estão escritas no livro da lei, para fazê-las. (Gál 3:10)

[Obs: Os Sabatistas/Legalistas/Judaizantes se abstêm de guardar todo o conteúdo da lei, guardando apenas partes da lei. Alguns poucos exemplos são (não acender fogo no sábado, não guardar a páscoa e outros rituais e principalmente não aplicar as medidas punitivas que são descritas na lei concernente ao adultério, quebra do sábado e outros, que envolviam até morte por apedrejamento). Ora, se é pra guardar a lei, ou se guarda TODA ela ou não, incluindo as conseqüências descritas na mesma para quem é desobediente.]

Entrevistador S/J/L: Mas apóstolo, Deus não julgará todos aqueles que são obedientes e que, portanto serão aprovados por Jesus para que mereçam a salvação sendo justificados por obedecer aos preceitos da lei?

Apóstolo Paulo: …é evidente que pela lei ninguém será justificado diante de Deus… (Gal 3:11)

Entrevistador S/J/L: Mas como? Por quê?

Apóstolo Paulo: …porque o justo viverá da fé. (Gal 3:11)

Entrevistador S/J/L: Mas apóstolo, o senhor está afirmando que Jesus não quer que guardemos os preceitos da Lei?

Apóstolo Paulo: Cristo nos resgatou da maldição da lei, fazendo-se maldição por nós; porque está escrito: Maldito todo aquele que for pendurado no madeiro. (Gal 3:13)

Entrevistador S/J/L: Mas apóstolo, dessa forma o senhor não está destruindo um fundamento de salvação, isto é, a justificação pela lei, para todos aqueles que crêem no sacrifício de Cristo e na graça desta redenção?

Apóstolo Paulo: Não aniquilo a graça de Deus, porque se a justiça provém da lei, segue-se que Cristo morreu debalde. (Gal 2:21)

Entrevistador S/J/L: Mas… mas… Pra que então foi mostrada a Lei?

Apóstolo Paulo: …para que é a lei? Foi ordenada por causa das transgressões, até que viesse a posteridade a quem a promessa tinha sido feita… (Gal 3:19)

Entrevistador S/J/L: Mas se é assim a lei, não vai de encontro ao que Deus falou e prometeu?

Apóstolo Paulo: Logo, a lei é contra as promessas de Deus? De nenhuma sorte; porque, se fosse dada uma lei que pudesse vivificar a justiça na verdade, teria sido pela lei. (Gal 3:21)

Entrevistador S/J/L: Mas o que fez a escritura ao mostrar a lei, então?

Apóstolo Paulo: … A Escritura encerrou tudo debaixo do pecado, para que a promessa pela fé em Jesus Cristo fosse dada aos crentes. (Gal 3:22)

Entrevistador S/J/L: Mas apóstolo, então, pra que serve a lei?

Apóstolo Paulo: … A lei nos serviu de aio, para nos conduzir a Cristo, para que pela fé fossemos justificados. (Gal 3:24)

Entrevistador S/J/L: Apóstolo, mas o que o senhor diria aos que guardam a lei? Não estão sendo sinceros para com Deus servindo-o melhor?

Apóstolo Paulo: Separados estais de Cristo, vós os que vos justificais pela lei. Da Graça tendes caído. (Gal 5:4)

Entrevistador S/J/L: Mas estas pessoas não estão sendo o remanescente fiel e verdadeiro?

Apóstolo Paulo: Ó insensatos… Quem vos fascinou para não obedecerdes à verdade… (Gal 3:1)

Entrevistador S/J/L: Como então cumpriremos a lei?

Apóstolo Paulo: …toda a lei se cumpre numa só palavra, nesta: Amarás ao teu próximo com a ti mesmo. (Gal 5:14)

Entrevistador S/J/L: O senhor está sendo muito duro.

Apóstolo Paulo: Fiz-me acaso vosso inimigo, dizendo a verdade? (Gal 4:16)

“Porque pela graça sois salvos, por meio da fé, e isto não vem de vós, é Dom de Deus. Não vem das obras, para que ninguém se glorie.” Efésios 2:8 e 9.

Autor: Miguel Ângelo L. Maciel é ex-Adventista, hoje um salvo pela Graça de Deus pelo Sacrifício do sangue derramado do Senhor Jesus Cristo na cruz do calvário.

Fonte: Blog Pensando em Deus

http://apdsji.wordpress.com/

chama viva

Anúncios

17 Respostas para “Entrevista com o apóstolo Paulo (ex Saulo de Tarso)

  1. vamo da mais dinheiro pra esse povo.

  2. QUERIDOS QUE O SHALOM DO SENHOR JESUS CRISTO E DO DEUS TRIUNO YAHWE ESTEJAM COM VOCES.

  3. Juliano,

    Paulo diz que, aos que estão sob a Lei, DE NADA VALEU CRISTO.

    Eu até entendo as confusões sobre esse assunto, porque há dois “princípios” se digladiando: a circuncisão e a incircuncisão, e como estão ambos “na Bíblia”, quem crê que a Bíblia é uma narrativa ÚNICA, tende a procurar explicações, mesmo deixando de lado o óbvio que ESTÁ ESCRITO.

    Eu estava preparando uma resposta detalhada para o seu post, mas resolvi que não devo colocar vinho novo em odre velho. Se você quiser um esclarecimento sobre esse assunto, entre em contato comigo. antonio.soares@gmail.com

    Obrigado

  4. Sem a influência de Roma, o judaísmo messiânico era autêntico e obediente à Torá, uma vez que Yeshua não anulou a Lei, pelo contrário, Ele a cumpriu (Mt 5:17). Ele e os seus discípulos judeus continuaram vivendo como judeus, mesmo após a morte de Yeshua. O apóstolo Paulo, tão mal interpretado pela comunidade judaica, sempre foi um judeu zeloso de toda a lei de Moisés e fiel às tradições de seus pais (Atos 21:20).

    Um outro bom exemplo mostra que Paulo e os discípulos eram judeus zelosos da lei está registrado em Atos 21:20 que diz: “…Ouvindo eles isto, glorificaram a D’us, e disseram-lhes: Bem vês, irmãos, quantos milhares há entre os judeus que têm crido (em Yeshua) e todos são zelosos da lei…”

    Judeus crentes em Yeshua devem continuar vivendo como judeus, assim como gentios crentes devem continuar vivendo como gentios, mas ambos sendo um na pessoa do Messias, fazendo parte da família de D’us. (Efésios 2:19-21)

  5. Caro kuryusthelord,

    Não pense que ha graça sem Lei, nem Lei sem graça. Âmbas as coisas coexistem.

    Moisés diz: “seja sobre nós a Graça do Senhor nosso D’us”, e vive como? pela Torá (Lei). David igualmente diz: “certamente bondade e graça me seguirão todos os dias da minha vida” (chessed é graça, mas é traduzido como misericórdia). Tanto Moisés, quanto David, foram “salvos” pela graça! Observe o Sl 51, David passou pelo “novo nascimento”, ele não é exclusivo do NT!

    A diferença é que na Comunidade da Brit Chadashá (Nova Aliança) a Torá está no coração (Jr 31.31) e as pessoas cumprem a Torá voluntariamente, sem necessidade de que se aponte a letra e que se mostre o preceito. Cumprem porque são nascidas de D’us (I Jo 3.9). Descumprir a Torá é, por definição biblica, o pecado (I Jo 3.4). Claro que aqui se entende os diversos niveis dentro da Torá, e o que se aplica ou não aos gentios. Não pense que estou dizendo que você deve se circuncidar e guardar toda a Torá de Moises (isso seria legalismo e eu seria judaizante, é disso que Paulo fala em Galatas).

    O que quero que você entenda é que não existe uma “era da Lei” e uma “era da Graça”. Procure isso na Biblia sem as lentes que o cristianismo te deu. Você não encontrará!

    Que o D’us de Yisrael abençoe sua vida!

    • Sim, as duas sempre existiram e sempre serão: a lei e a graça. O SENHOR Jesus Cristo simplificou tudo isto dizendo assim: “Amarás o SENHOR, teu Deus, de todo o teu coração, de toda a tua alma e de todo o teu entendimento… Amarás o teu próximo como a ti mesmo” Mt 22:37,39. O Decálogo é a expressão destas duas leis áureas.
      Deus não muda, sua lei moral continuará sempre existindo. Ninguém deve matar, roubar, adulterar, prostituir-se, mentir, cobiçar o alheio, desrespeitar pai e mãe, etc… Esta é a lei moral de Deus. Ele a trouxe à tona através do seu povo escolhido: os judeus. Quando falo sobre a absolvição da lei, não me refiro a lei moral de Deus. Ainda não estou louco.
      Quando digo “lei” refiro-me a lei cerimonial, por exemplo: a mulher não pode entrar na presença de Deus se estiver menstruada, etc, e tantas outras leis. Assim como, na Bíblia, existe a lei cerimonial, existem também as leis políticas, os costumes, etc, coisas daquela época, para aquele concerto, para aquela ocasião.
      Da mesma forma que a lei moral, uma outra não pode jamais ser revogada: as leis físicas. Estas também existem e sempre existirão, pelo menos enquanto estivermos neste mundo.
      Corrija-me se eu estiver enganado.
      PS: Estou aprendendo muito com vocês, apesar de cada vez mais meu ponto de vista se fortalecer

  6. Caro Antonio,

    Sua ampliação do sentido do texto de Matheus foi interessante, entretanto inevitavelmente conflitante com outras passagens do NT.

    Observe que em At 21.20 se diz que TODOS os judeus messiânicos eram zelosos da Torá, e no verso 24 diz que Rav Shaul (Paulo) andava em ODEBIÊNCIA à Torá. Não diz que andava em respeito por causa dos judeus, mas em obediência.

    Rm 2.13 diz sobre a Torá: “Pois os que ouvem a Torá não são justos diante de D’us, mas os que a praticam SERÃO justificados”. Bem diferente daquilo que Rav Shaul (Paulo) fala a respeito das “obras da Lei” ou da Lei segundo as interpretações legalistas farisaicas em Galatas. Em parte alguma do NT se sugere que a Torá tenha sido removida!

    Na verdade é justamente o contrário, pois a profecia da Brit Chadashá (Aliança Renovada, ou Nova Aliança) de Jr 31.31 ss, diz que ela é A TORÁ no coração de cada judeu, e como enxertos em Israel, também os goim convertidos (embora livres dos mandamentos exclusivos dos Judeus).

    Existem inúmeras questões aqui a serem tratadas, mas se alguem tiver interesse em discuti-las ou conhecer melhor a posição dos judeus messiânicos, entre em contato comigo pelo seguinte e-mail haazinu@hotmail.com

    Shalom!

  7. Pingback: Blog do Ministério Internacional Graça Sobre Graça :: Apóstolo Cristiano França » Entrevista com o Ap. Paulo a um judaizante e legalista

  8. πληρόω,v {play-ro’-o}
    1) to make full, to fill up, i.e. to fill to the full 1a) to cause to abound, to furnish or supply liberally 1a1) I abound, I am liberally supplied 2) to render full, i.e. to complete 2a) to fill to the top: so that nothing shall be wanting to full measure, fill to the brim 2b) to consummate: a number 2b1) to make complete in every particular, to render perfect 2b2) to carry through to the end, to accomplish, carry out, (some undertaking) 2c) to carry into effect, bring to realisation, realise 2c1) of matters of duty: to perform, execute 2c2) of sayings, promises, prophecies, to bring to pass, ratify, accomplish 2c3) to fulfil, i.e. to cause God’s will (as made known in the law) to be obeyed as it should be, and God’s promises (given through the prophets) to receive fulfilment

    Grego é um idioma contextual. A palavra πληρόω,v traduzida por “cumprir” (ou, como quer Yohanan, “Plenificar”) precisa ser contextualizada.
    Às vezes lendo (com atenção), um versículo a mais, basta para esclarecer as coisas. É o caso. Vejamos:

    17 Não cuideis que vim destruir a lei ou os profetas: não vim ab-rogar, mas cumprir.
    18 Porque em verdade vos digo que, até que o céu e a terra passem, nem um jota ou um til se omitirá da lei, sem que tudo seja cumprido.

    Se “cumprir” significa “plenificar”, então a palavra “cumprido” do verso 18, deveria ser “plenificado”. Mas, no grego, a palavra é outra:

    γίνομαι,v {ghin’-om-ahee}
    1) to become, i.e. to come into existence, begin to be, receive being 2) to become, i.e. to come to pass, happen 2a) of events 3) to arise, appear in history, come upon the stage 3a) of men appearing in public 4) to be made, finished 4a) of miracles, to be performed, wrought 5) to become, be made

    O sentido CONTEXTUAL de “cumprir” e “cumprido”, nesses dois versículos, é o mesmo. Mas, seja lá qual for a palavra, Jesus VEIO para executá-la. E, se cremos que ele EXECUTOU (a palavra que estiver lá), então, em relação à lei se aplica o que essa palavra significar. Digamos que seja “plenificar”. Jesus “plenificou a lei”, e ATÉ QUE a Lei seja plenificada, nenhuma palavra dela passaria.
    Mas… se JÁ “plenificou” – e acreditamos que Jesus tenha feito isso -, então PASSARÁ.

    Esse mesmo raciocínio poderá se aplicar a qualquer significado da palavra. Seja lá o que for, a lei não passaria ATÉ QUE tal coisa fosse realizada. Como Jesus JÁ realizou, então… PASSOU.

    O grande problema desse assunto é que, quando se diz que “não há mais lei”, logo se pergunta “Ah, então agora pode matar, roubar, etc?”.
    O que se esquece é que a LEI jamais impediu alguém de roubar, matar, etc. Se você acha que SEM LEI pode roubar, matar, a lei não te serve de nada, pois matará e roubará do mesmo jeito. O objetivo da Lei NUNCA foi ensinar “certo e errado”, mas simplesmente MOSTRAR que o homem, perante Deus, é sempre culpável. Porém, se Jesus, aos escolhidos, proporcionou reconcliação com Deus, livrando-os de TODA CULPA, pra que LEI?

  9. Não penseis que vim revogar a lei, mas para cumprila.
    (Mt 5.17)

    “Obras da Lei”,é bem diferente de Lei.

  10. Cuidado com o contexto, meus irmãos. Observem que Rav Shaul não diz “Lei” (Torá), mas “Obras da Lei” (Maassei HaTorá). São coisas diferentes. “Lei da gravidade” é parte da “Constituição Brasileira”? Não! O que determina o entendimento disso? o contexto.

    Yeshua é bem claro quanto ao cumprimento da Torá:
    “Não penseis que vim revogar a Torá, não vim para revogar, mas para plenificar”
    (Mt 5.17)

    Obs.: o sentido do termo grego “plerossai”, traduzido como “cumprir” é na verdade tornar pleno

    Olhem o que Yeshua (nome original hebraico de Jesus) dirá aos que dizem que os judeus não devem guardar a Torá e que se recusam a seguir os mandamentos que lhes correspondem:
    “E então disse a eles: Nunca vos conheci! afastai-vos de mim os que praticais a violação da Torá!” (Mt 7.23)

    Obs.: o que é traduzido como ininquidade, em grego é ANOMIA (A + Nomos), e significa literalmente “violação da Lei” ou “desrespeito para com a Lei”.

    Vocês acreditam que Paulo revogou o que Yeshua (Jesus) não o fez? Existe uma contradição aqui, e ela só é entendida quando se conhece o contexto judaico envolvido, que implica em entender o significado de “Obras da Lei”, que é diferente de Lei.

    Acessem:
    http://ministeriohaazinu.blogspot.com/2009/11/lei-ou-obras-da-lei.html

    Sinceramente: Cuidado!

  11. Caro irmão, não sou “sabatista”, nem “adventista”. Sou judeu, e como tal, zeloso da Torá (lei) de D’us, como todos os discipulos do I século eram (At 21.20). Gostaria de retificar sua posição referente às “Obras da Lei”.

    Como creio que você saiba, “Paulo” era um Rabino. Entretanto, não era o único Rabino convertido. Haviam muitos Rabinos entre os discipulos. O grande problema é que muitos deles eram do grupo chamado de “os da Circunsisão”, ou seja, eram LEGALISTAS. E é aos ensinos destes que Rav Shaul (Paulo) se coloca contra.

    O termo “obras da Lei” é um termo técnico rabinico (que os leitores bem conheciam, pois eram judeus), e se refere à imitar as praticas de um Rabino que dizia estar guardando a Lei. Ou seja eram as “praticas da lei” destes Rabinos, e não o cumprimento da Torá (Lei) de D’us, que é “santa, justa e boa”, e ainda “espiritual” e “eterna”, como o próprio Paulo diz em outras partes.

    Para mais detalhes convido-o a acessar o estudo a respeito postado no nosso Blog:
    http://ministeriohaazinu.blogspot.com/2009/11/lei-ou-obras-da-lei.html

    Shalom desde Jerusalém!

    • Caríssimo irmão Yohanan, não sou “sabatista”, nem “adventista”, nem judeu. Sou nascido de Jesus, o Cristo, o Filho do Deus Altíssimo, o Senhor dos Exércitos, o mais belo dentre os milhares, o Criador, o Exaltado, o Eterno e SENHOR absoluto… Sou cristão, nascido da carne e do Espírito, renovado, lavado no sangue do Cordeiro, purificado através do sacrifício expiatório e final do meu SENHOR e Rei, salvo pela fé na Palavra do Deus Vivo.

      “Havia entre os fariseus,um homem chamado Nicodemos, um dos principais dos judeus. Este, de noite, foi ter com Jesus e lhe disse: Rabi, sabemos que é mestre vindo da parte de Deus; porque ninguém pode fazer estes sinais que tu fazes, se Deus não estiver com ele. A isto, Jesus respondeu: Em verdade, em verdade te digo que, se alguém não nascer de novo, não pode ver o reino de Deus. Perguntou-lhe Nicodemos: Como pode um homem nascer, sendo velho? Pode, porventura, voltar ao ventre materno e nascer segunda vez? Respondeu-lhe Jesus: Em verdade, em verdade te digo: quem não nascer da água e do Espírito não pode entrar no reino de Deus. O que é nascido da carne é carne; e o que é nascido do Espírito é espírito. Não te admires de eu te dizer: importa-vos nascer de novo. O vento sopra onde quer, ouves a sua voz, mas não sabes donde vem, nem para onde vai; assim é todo o que é nascido do Espírito. Então lhe perguntou Nicodemos: Como pode suceder isto? Acudiu Jesus: Tu é mestre em Israel e não compreendes estas coisas?”
      Jo 3:1-10

      Amigo, não me tenha por néscio. Não me julgue menos do que a ti, tradutor da lei.

      Que o meu SENHOR, Salvador e Rei abençoe a tua vida abundantemente, na pessoa do seu Santo Espírito.

  12. Muito boa esta entrevista!! Amei!

  13. é muito interesante, até mesmo curioso de tantas pessoas estarem em determinada igrejas e ñ encherga o verdadeiro significado da palavra de Deus. caro amigo o pior cego é aquele que ñ quer ver, porque eu era cego e agora os meus olhos te ver. fique com Deus na fé. essa é uma mensagem para todos que ñ proferem a mesma fé. a entrevista com apostolo paulo….

  14. Irmão, vc visitou os links da postagem? Se quizer, pode deslinkar os links, faça como preferir, mas não os deixe só porque estavam na postagem que fiz, sem concordar com eles…
    Se bem que eles são bem esclarecedores 😀

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s