A natureza espiritual de Deus (Is 66.1)

"Porque a minha mão fez todas estas coisas, e todas vieram a existir" Is 66:1

“Deus é espírito”, disse Jesus à mulher samaritana que estava junto ao poço (Jo 4.24). Ainda que plenamente pessoal, Deus não vive num corpo nem através de um corpo como nós vivemos e, por isso, não está sujeito aos limites de espaço e tempo. Embora nada do que foi criado possa ser onipresente, Deus, em toda a sua plenitude, stá presente em toda parte, continuamente. Todas as coisas criadas estão limitadas pelo tempo; porém, para Deus, não há “momento presente”, no qual ele esteja encerrado como nós.

Os teólogos referem-se ao fato de Deus não estar sujeito a limites e fronteiras como sendo a sua infinitude e sua imensidade (1Rs 8.27; Is 40.12-26; 66.1). Deus mantém todas as coisas e ele tem todas as coisas em toda parte sempre presentes em sua mente, na relação própria dessas coisas para com o plano de Deus que incluiu tudo e para com o propósito de cada coisa e cada pessoa, em seu universo (Dn 4.34-35; Ef 1.11).

Deus é imutável e invariável. Coisa alguma pode aumentar ou diminuir a perfeição de Deus, e ele não muda para melhor ou para pior. Pelo fato de ele não estar sujeito ao tempo, não sofre mudanças como suas criaturas (2Pe 3.8). Contudo, Deus, em todo o tempo está em plena atividade em seu universo, fazendo com que novas coisas continuem surgindo (Is 42.9; 2Co 5.17; Ap 21.5). Em todas as suas obras, com perfeita consistência, Deus imprime seu perfeito caráter. Fiel ao seu caráter invariável, ele cumprirá toda palavra que falou e os planos que fez (Nm 23.19; Sl 33.11; Ml 3.6; Tg 1.16-18). Sua imutabilidade explica por que, quando as pessoas mudam a sua atitude para com ele, ele muda sua atitude para com elas (Gn 6.5-7; Ex 32.9-14; 1Sm 15.11; Jn 3.10).

A invariabilidade da perfeição de Deus não significa que ele seja impassível ou insensível, mas significa que o que ele sente é assunto de sua própria escolha e está incluído na unidade do seu ser infinito. Deus não é impulsionado por sua reação a acontecimentos ou pela presença de sentimentos que surjam dentro dele. Porém muitos textos das Escrituras representam Deus como tendo emoções, tais como: alegria, tristeza, ira e prazer. É um grande erro esquecer que Deus sente – ainda que necessariamente ele sinta de um modo que transcende a experiência de emoção de um ser finito.

Todos os pensamentos e ações de Deus envolvem a seu ser integral; ele é em si mesmo íntegro, não composto de partes. Esse atributo é denominado de simplicidade. Deus não é distraído, dividido por interesses conflitantes ou forçado a limitar sua atenção. Simultaneamente, ele concentra sua atenção total e integral não apenas em um alvo de cada vez, mas em tudo e em todos onde quer que estejam no tempo e no espaço (cf. Mt 20.29-30).

O Deus que é Espírito deve ser adorado em espírito e em verdade (Jo 4.24). Adorar “em espírito” significa cultuar com um coração renovado pelo Espírito Santo. Rituais, cerimônias ou formalidades devocionais não se constituem adoração real sem um coração anelante, o que o Espírito Santo apenas pode produzir. “Em verdade” significa se basear na revelação de Deus, que culminou na Palavra encarnada, Jesus Cristo, a verdade (Jo 14.6). No Espírito, “perto está o SENHOR de todos os que o invocam, de todos os que o invocam em verdade”, pouco importando onde estejam (Sl 145.18; cf. Hb 4.14-16). Através da revelação de Cristo, Deus convida criaturas limitadas e pecadoras para que o invoquem, o Deus eterno e imutável, como o seu Deus. Deus comprometeu-se com o seu povo por meio de uma aliança de promessas divinas tão seguras quanto a sua própria fidelidade (Hb 6.17-18)

Fone: A Bíblia de Estudo de Genebra

Anúncios

6 Respostas para “A natureza espiritual de Deus (Is 66.1)

  1. Pingback: Deus, o Criador – Sl 148.5 | kuryusthelord

  2. m.l. ANDREA OROZCO

    Paz sea contigo

    Puedes explicar con palitos y bolitas, que significa adorar a Dios en espiritu y verdad, Para mi , es mi Unico Amigo, platico con El, apelo a Su Misericordia, le imploro que me abrace, . Si veo que todo esta gris, le pregunto si hice algo mal? , creemelo , aun en cielo nublado siempre me muestra un destello de luminosidad, se percibe en el firmamento si esta contenco con nosotros. como esta escrito . El Quiere ser adorado por adoradores de espiritu y verdad, , con nuestra vida, perdonando a los que nos hacen daño , teniendo misericordia , viendo con buenos ojos, dandole gracias en todo momento , en las buenas y en las malas. , …..

  3. Pingback: A natureza espiritual de Deus (Is 66.1) « Sergio Behrens

  4. Não temos a natureza divina (aspecto da essência de Deus), mas sim atributos morais e espitiuais: imagem e semelhança! Deve ficar claro essa diferença…
    Muito bom o estudo… 🙂

  5. quem tem a natureza divina é filho de Deus,e os que são nascido de Deus vence um mundo;assim dis a palavra de Deus..

  6. “EXAMINAIS AS ESCRITURAS, PORQUE JULGAIS TER NELAS A VIDA ETERNA, E SÃO ELAS MESMAS QUE TESTIFICAM DE MIM.” Jo 5.39
    Obrigada pelo maravilhoso estudo. É um alimento consistente para nosso espírito.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s