O desconcertante livro do profeta Jeremias

"Pois quem é semelhante a mim? Quem me pedirá conts?" Jr 49:19

"Pois quem é semelhante a mim? Quem me pedirá conts?" Jr 49:19

Tomei contato com o livro do Profeta Jeremias por obra e graça do Espírito Santo. Havia dez anos eu permanecia afastado do meu SENHOR, e voltava, triste, assolado e cheio da malícia do mundo. Ler este livro foi essencial no meu relacionamento com Deus, porque, através dele eu entendi que Deus conhece todas as nossas fraquezas, erros, falhas e nossos mais sujos, descabidos e tenebrosos pecados. Ele não somente conhece, como na mesma proporção, desaprova e imediatamente nos conclama a mudança de postura.
Eu estava como que engessado pelo pecado e precisava de palavras fortes, nada de “meias-verdades” ou uma passadinha de mão na cabeça. E foi aí que entrou o Santo Espírito de Deus, revelando-me os segredos das palavras de Deus, os Seus retos juizos e perfeitos mandamentos, através do livro de Jeremias.
Deus, como Pai, não quer a condenação de nenhuma alma e por isso fala abertamente a Seus filhos e não lhes esconde nada. Suas Palavras são retas, verdadeiras, conclusivas, fiéis, deslumbrantes, vivificantes, salvadoras e, através de Jeremias, desconcertantes.

 


 

Jr 001:05 Antes que eu te formasse no ventre materno, eu te conheci, e, antes que saísses da madre, te consagrei, e te constituí profeta às nações
Jr 001:07 Mas o SENHOR me disse: Não digas: Não passo de uma criança; porque a todos a quem eu te enviar irás; e tudo quanto eu te mandar falarás
Jr 001:08 Não temas diante deles, porque eu sou contigo para te livrar, diz o SENHOR
Jr 001:10 Olha que hoje te constituo sobre as nações e sobre os reinos, para arrancares e derribares, para destruíres e arruinares e também para edificares e para plantares
Jr 002:17 Acaso, tudo isto não te sucedeu por haveres deixado o SENHOR, teu Deus, quando te guiava pelo caminho?
Jr 002:18 Agora, pois, que lucro terás indo ao Egito para beberes as águas do Nilo; ou indo à Assíria para beberes as águas do Eufrates?
Jr 002:19 A tua malícia te castigará, e as tuas infidelidades te repreenderão; sabe, pois, e vê que mau e quão amargo é deixares o SENHOR, teu Deus, e não teres temor de mim, diz o Senhor, o SENHOR dos Exércitos
Jr 002:20 Ainda que há muito quebrava eu o teu jugo e rompia as tuas ataduras, dizias tu: Não quero servir-te. Pois, em todo outeiro alto e debaixo de toda árvore frondosa, te desviavas e te prostiruías
Jr 002:21 Eu mesmo te plantei como vide excelente, da semente mais pura; como, pois, te tornaste para mim uma planta degenerada, como de vide brava?
Jr 002:31 Oh! Que geração! Considerai vós a palavra do SENHOR. Porventura, tenho eu sido para Israel um deserto? Ou uma terra da mais espessa escuridão?
Jr 003:01 Ora, tu te prostituíste com muitos amantes; mas, ainda assim, torna para mim, diz o SENHOR
Jr 003:12 Volta, ó pérfida Israel, diz o SENHOR, e não farei cair a minha ira sobre ti, porque eu sou compassivo, diz o SENHOR, e não manterei para sempre a minha ira
Jr 003:13 Tão-somente reconhece a tua iniqüidade, reconhece que transgrediste contra o SENHOR, teu Deus, e te prostituíste com os estranhos debaixo de toda árvore frondosa e não deste ouvido à minha voz, diz o SENHOR
Jr 003:14 Convertei-vos, ó filhos rebeldes, diz o SENHOR; porque eu sou o vosso esposo e vos tomarei, um de cada cidade e dois de cada família, e vos levarei a Sião
Jr 003:15 Dar-vos-ei pastores segundo o meu coração, que vos apascentem com conhecimento e com inteligência
Jr 003:19 E respondi: Pai me chamarás e de mim não te desviarás
Jr 003:22 Voltai, ó filhos rebeldes, eu curarei as vossas rebeliões
Jr 003:23 Com efeito, no SENHOR, nosso Deus está a salvação de Israel
Jr 003:25 Deitemo-nos em nossa vergonha, e cubra-nos a nossa ignomínia, porque temos pecado contra o SENHOR, nosso Deus, nós e nossos pais, desde a nossa mocidade até ao dia de hoje; e não demos ouvido à voz do SENHOR, nosso Deus
Jr 004:01 Se voltares, ó Israel, diz o SENHOR, volta para mim; se removeres as tuas abominações de diante de mim, não mais andarás vagueando
Jr 004:02 Se jurares pela vida do SENHOR, em verdade, em juízo e em justiça, então, nele serão benditas as nações e nele se glorificarão
Jr 004:04 Circuncidai-vos para o SENHOR, circuncidai o vosso coração, ó homens de Judá e moradores de Jerusalém, para que o meu furor não saia como fogo e arda, e não haja quem o apague, por causa da malícia das vossas obras
Jr 004:14 Lava o teu coração da malícia, ó Jerusalém, para que sejas salva! Até quando hospedarás contigo os teus maus pensamentos?
Jr 004:18 O teu proceder e as tuas obras fizeram vir sobre ti estas coisas; a tua calamidade, que é amarga, atinge até o próprio coração
Jr 004:22 Deveras, o meu povo está louco, já não me conhece; são filhos néscios e não inteligentes; são sábios para o mal e não sabem fazer o bem
Jr 004:28 Por isso, a terra pranteará, e os céus acima se enegrecerão; porque falei, resolvi e não me arrependo, nem me retrato
Jr 005:22 Não temereis a mim? – diz o SENHOR; não tremereis diante de mim
Jr 005:25 As vossas iniqüidades desviam estas coisas, e os vossos pecados afastam de vós o bem
Jr 006:08 Aceita a disciplina, ó Jerusalém, para que eu não me aparte de ti
Jr 007:23 Mas isto lhes ordenei, dizendo: Daí ouvidos à minha voz, e eu serei o vosso Deus, e vós sereis o meu povo; andai em todo o caminho que eu vos ordeno, para que vos vá bem
Jr 012:05 Se te fatigas correndo com homens que vão a pé, como poderás competir com os que vão a cavalo?
Jr 015:19 Portanto, assim diz o SENHOR: Se tu te arrependeres, eu te farei voltar e estarás diante de mim
Jr 015:20 Eu te porei contra este povo como forte muro de bronze; eles pelejarão contra ti, mas não prevalecerão contra ti; porque eu sou contigo para te salvar, para te livrar deles, diz o SENHOR
Jr 015:21 Arrebatar-te-ei das mãos dos iníquos, livrar-te-tei das garras dos violentos
Jr 017:05 Assim diz o SENHOR: Maldito o homem que confia no homem, faz da carne mortal o seu braço e aparta o seu coração do SENHOR!
Jr 017:07 Bendito o homem que confia no SENHOR e cuja esperança é o SENHOR
Jr 017:09 Enganoso é o coração, mais do que todas as coisas, e desesperadamente corrupto; quem o conhecerá?
Jr 017:10 Eu, o SENHOR, esquadrinho o coração, eu provo os pensamentos; e isto para dar a cada um segundo o seu proceder, segundo o fruto das suas ações
Jr 023:23 Acaso, sou Deus apenas de perto, diz o SENHOR, e não também de longe?
Jr 023:24 Ocultar-se-ia alguém em esconderijos, de modo que eu não o veja?
Jr 029:12 Então, me invocareis, passareis a orar a mim, e eu vos ouvirei
Jr 029:13 Buscar-me-eis e me achareis quando me buscardes de todo o vosso coração
Jr 029:14 Serei achado de vós, diz o SENHOR, e farei mudar a vossa sorte
Jr 030:17 Porque te restaurarei a saúde e curarei as tuas chagas, diz o SENHOR
Jr 031:03 Com amor eterno eu te amei; por isso com benignidade te atraí
Jr 031:09 Virão com choro, e com súplicas os levarei; guiá-los-ei aos ribeiros de águas, por caminho reto em que não tropeçarão; porque sou pai para Israel
Jr 031:11 Porque o SENHOR redimiu a Jacó e o livrou da mão do que era mais forte do que ele
Jr 031:12 Hão de vir e exultar na altura de Sião, radiantes de alegria por causa dos bens do SENHOR, do cereal, do vinho, do azeite, dos cordeiros e dos bezerros; a sua alma será como um jardim regado, e nunca mais desfalecerão
Jr 031:13 Então, a virgem se alegrará na dança, e também os jovens e os velhos; tornarei o seu pranto em júbilo e os consolarei; transformarei em regozijo a sua tristeza
Jr 031:14 Saciarei de gordura a alma dos sacerdotes, e o meu povo se fartará com a minha bondade, diz o SENHOR
Jr 031:16 Reprime a tua voz de choro e as lágrimas dos teus olhos; porque há recompensa para as tuas obras, diz o SENHOR
Jr 031:17 Há esperança para o teu futuro, diz o SENHOR
Jr 031:33 Na mente, lhes imprimirei as minhas leis, também no coração lhas inscreverei; eu serei o seu Deus, e eles serão o meu povo
Jr 031:34 Pois perdoarei as suas iniquidades e dos seus pecados jamais me lembrarei
Jr 032:17 Ah! SENHOR Deus, eis que fizeste os céus e a terra com o teu grande poder e com o teu braço estendido; coisa alguma te é demasiadamente maravilhosa
Jr 032:27 Eis que eu sou o SENHOR, o Deus de todos os viventes; acaso, haveria coisa demasiadamente maravilhosa para mim?
Jr 049:19 Pois quem é semelhante a mim? Quem me pedirá contas?


O PECADO ENGANA E DESTRÓI
Jeremias 17
4 Assim, por ti mesmo te provarás da tua herança que te dei, e far-te-ei servir os teus inimigos, na terra que não conheces; porque o fogo que acendeste na minha ira arderá para sempre
5 Assim diz o SENHOR: Maldito o homem que confia no homem, faz da carne mortal o seu braço e aparta o seu coração do SENHOR!
6 Porque será como o arbusto solitário no deserto e não verá quando vier o bem; antes, morará nos lugares secos do deserto, na terra salgada e inabitável
7 Bendito o homem que confia no SENHOR e cuja esperança é o SENHOR
8 Porque ele é como a árvore plantada junto às águas, que estende as suas raízes para o ribeiro e não receia quando vem o calor, mas a sua folha fica verde; e, no ano de sequidão, não se perturba, nem deixa de dar fruto
9 Enganoso é o coração, mais do que todas as coisas, e desesperadamente corrupto; quem o conhecerá?
10 Eu, o SENHOR, esquadrinho o coração, eu provo os pensamentos; e isto para dar a cada um segundo o seu proceder, segundo o fruto das suas ações

TEMER A DEUS
Jeremias 5
22 Não temereis a mim? – Diz o SENHOR; não tremereis diante de mim, que pus a areia para limite do mar; limite perpétuo, que ele não traspassará? Ainda que se levantem as suas ondas, não prevalecerão; ainda que bramem, não o traspassarão
23 Mas este povo é de coração rebelde e contumaz; rebelaram-se e foram-se
24 Não dizem a eles mesmos: Temamos agora ao SENHOR, nosso Deus, que nos dá a seu tempo a chuva, a primeira e a última, que nos conserva as semanas determinadas da sega
25 As vossas iniqüidades desviam estas coisas, e os vossos pecados afastam de vós o bem


Autor

Jeremias profetizou durante o reinado dos últimos reis de Judá: Josias (640-609 a.C.), Jeoacaz (609), Jeoaquim (598-597) e Zedequias (597-586). O reino de Judá terminou no exílio da maior parte de seu povo para a Babilônia, especialmente como resultado de duas invasões pelo rei Nabucodonosor (597 e 586 a.C.), embora as primeiras deportações já tivesses ocorrido em 605 (Dn 1.1). O reino do Norte, Israel, tinha sido conquistado pelos assírios um século antes de Jeremias iniciar o seu ministério. A própria Assíria caiu diante da Babilônia em 612 a.C., e o reino do Norte nunca foi restaurado. Jeremias anunciou a vinda do Julgamento de Deus sobreo seu povo e viveu para restaurar o cumprimento da sua profecia.
O profeta Jeremias era também sacerdote, originário da cidade sacerdotal de Anatote, situada no território de Benjamim. Sendo uma figura solitária devido à sua mensagem impopular (15.17). Jeremias foi por Deus proibido de casar, como sinal da iminente cessação da vida normal em seu país. Jeremias também viu-se em oposição às autoridades da nação e a todas as classes de pessoas. Em consequencia disso, por várias vezes a sua vida correu sério risco. A sua mensagem o colocava no centro dos acontecimentos políticos. Ele foi perseguido especialmente pelo rei Zedequias por causa dos seus comentários quanto ao provável resultado do ataque final dos exércitos babilônicos que se aproximavam (37.3, 17). Politicamente, este foi um período turbulento, pois o Egito e a Babilônia disputavam a região. Por diversas vezes, Jeremias profetizou uma vitória babilônica, proclamando que o SENHOR estava usando Nabucodonosor com o seu chicote. Quando Jerusalém caiu em poder da Babilônia, o comandante dos babilônios recebeu do próprio Nabucodonosor a missão especial de cuidar do profeta, cuja fama havia se espalhado até o centro do império (39.11-14).

Data e ocasião
O pano de fundo para a profecia é a longa batalha ocorrida em Judá ente a adoração idólatra de deuses estrangeiros, profundamente enraizada desde o reinado de Manassés (696-642 a.C.) e a adoração ao SENHOR, que Josias tentou restaurar com a sua reforma (ver 2Rs 22; 23). A reforma teve início em 628 a.C. (ver 2Cr 34.3) e recebeu novo impulso com a descoberta do Livro da Lei em 621 a.C. (2Rs 22.8). O chamado de Jeremias se deu em 626 a.C. A fase inicial do seu ministério coincide com a reforma de Josias. Contudo, Jeremias testemunha o fracasso da reforma de Josias na tentativa de proporcionar um grande impacto na vda do povo, pois os abusos religiosos de Manassés foram retomados pelos sucessores de Josias.

Características e temas

A mensagem de Jeremias passou por fazes qe não correspondem exatamente à estrutura do livro tal qual o temos: (a) Ele exortou Judá a arrepender-se e evitar o castigo, que, de outra forma, seria inevitável. (b) Ele anunciou que o tempo de arrependimento havia passado, já que o julgamento contra o povo estava agora decidido. O julgamento é o tema dominante no livro, e é compreendido como a invocação da maldição final da aliança, ou seja, perda da Terra Prometida (Lv 26.31-33; Dt 28.49-68). (c) O SENHOR salvaria o seu povo, ou um remancescente dele, depois do exílio. Embora os babilônicos prevalecessem sobre Judá, por vontade do SENHOR, isto aconteceria apenas por um tempo limitado – a Babilônia, por sua vez, também cairia. Esta profecia se cumpriu em 539 a.C., quando os babilônios foram derrotados pela aliança entre persas e medos, sob o comando de Ciro, preparando caminho para o retorno dos exilados de Judá. Essa promessa de libertação final foi a reposta de Jeremias aos falsos profetas que constantemente desafiavm sua mensagem de julgamento (28.1-4).

Jeremias também proclamou a mensagemda salvação, porém da perspectiva da condenação. Essa mensagem está cristalizada na profecia da nova aliança (texto principal: 31.31-34). A profecia da nova aliança está construida com os principais ingredientes da aliança mosaica no Sinai: ela enfoca a vontade de Deus de relacionar-se com o seu povo eleito e da exigência a este povo de que responda ao amor de Deus com obediência. A nova aliança fala da capacitação do povo de Deus para obedecer-lhe. Embora esta seja uma promessa voltada para toda a nação, trata-se de algo novo, que o Novo Testamento mostra que será cumprido no grande “Israel de Deus” (Gl 6.16) através de Cristo.
Jeremias revela o seu envolvimento pessoal com a sua mensagem de forma mais profunda do que os demais profetas, e ele vive a agonia do povo em vista da aproximação dos exércitos da Babilônia, antes mesmo que o povo a sinta. Ele sente também o sofrimento do SENHOR com relação ao pecado que ele está testemunhando. O seu papel é de mediador por natureza. Este papel torna-se mais comovente na série de passagens gealmente denominadas as “Confissões” do profeta (11.18-20; 12.1-4; 15.10-18; 17.14-18; 17.14-18; 18.19-23; 20.7-18). Nelas Jeremias expressa a sua angústia pelo grande peso do seu chamado prefético; ele ora pela vingança contra os seus inimigos pessoais e chega a acusar o SENHOR de tê-lo forçado ou enganado (15.18; 20.7). Algumas dessas orações provocam respostas do SENHOR que contêm reprovações e encorajamentos (11.21-23; 12.5-6; 15-19-21). O encorajamento dado a Jeremias em 15.19-21 ecoa, mais tarde, em uma oração de Efraim, que recebe a sua própria resposta (31.18-20). A boa disposição do SENHOR com relação a Jeremias, contudo, torna-se uma garantia da fidelidade intencionada por Deus a todo o povo, durante e depois do julgamento iminente.

O livro contém material variado que dificulta a sua leitura como uma narrativa sequencial e linear. Boa parte de Jeremias é composta de oráculos poéticos proclamados pelo profeta (p.ex. capítulos 2-6). Em outros momentos, um determinado argumento é desenvolvido em um estilo mais prosaico ou sermônico (p.ex. 7.1-15). Há também narrativas na terceira pessoa a respeito do próprio profeta escritas, presumivelmente, por outra pessoa (p. ex. 37-45). O cap. 52 se apresenta como um apêndice editorial (ver a última frase de 51.64). Portanto, a composição do livro é complexa, como se pode esperar da extensão do ministério solitário de Jeremias (25.3). No texto transparece toda a abrangência e a força do ministério de Jeremias desde a perspectiva do cumprimento das suas repetidas exortações sobre a condenação que estava para vir.
Se o texto foi completado durante o exílio (que é o último fato hitórico mencionado no livro), o propósito seria o de castigar os exilados, encorajando-os a refletir sobre o significado do seu exilio. Ao mesmo tempo, o texto procura despertar a esperança, uma vez que o profeta anunciou o julgamente – e ficou provado que ele estava certo -, també, pregou a mensagem da restauração final de Judá à terra e do relacionamento privilegiado do povo com o seu Deus. Jeremias foi, sem dúvida, auxiliado por Baruque na compilação do livro, e pode ser que o mesmo Baruque também tenha registrado as narrativas na terceira pessoa.
Um indício do processo através do qual as diversas profecias e sermões possam ter-se transformado em um livro encontra-se em 36.4-6, onde Baruque registra todas as palavras “que saem da boca de Jeremias”. Quando o rolo do manuscrito é destruido por Jeoaquim, o SENHOR ordena a Jeremias que o reescreva, acrescentando outras mensagens. Há uma referência também e 51.60 de que Jeremias tenha registrado suas profecias em um livro.
O conteúdo do livro não está organizado em ordem cronológica, mas sim em ordem temática. Os caps. 21-24 são constituidos por profecias que se referem a cada um dos sucessores de Josias (mas excluindo) até Zedequias. Da mesma forma, os caps. 35-36 voltam ao reinado de Jeoaquim, depois dos episódios que envolveram Zedequias.
Extraído de A Biblia de Estudo de Genebra

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s