Arquivo da tag: céu

O CAMINHO

Há caminho que ao homem parece direito, mas ao cabo dá em camihos de morte

“Há caminho que ao homem parece direito, mas ao cabo dá em caminhos de morte” Pv 14:12

 

As sete igrejas do Apocalipse (1.20-3.22)

sete-igrejas

"Àquele que nos ama, e, pelo seu sangue, nos libertou dos nossos pecados" Ap 1:5


As igrejas de sete cidades foram as destinatárias de uma carta apocalíptica do SENHOR escrita por intermédio de João. Através de elogios, repreensões e advertências, o povo de Deus foi exortado a permanecer fiel nas adversidades.

Cristo demonstra cuidado pelas igrejas ao dirigir-se a cada uma de acordo com as suas necessidades, com encorajamento, repreensão, exortação e promessa. Ele mostra conhecimento detalhado das mesmas. Em todas as cartas há referências a circunstâncias ou a tradições da própria cidade. Ao mesmo tempo, todas as igrejas são incluídas num chamado universal à fidelidade e perseverança até que as promessas alcancem seu cumprimento na Jerusalém celestial.



As sete igrejas do Apocalipse (Ap 1.20-3.22)
Como Jesus se apresenta Elogio Crítica Instrução Promessa
Éfeso (2.1-7) Aquele que tem na sua mão as sete estrelas Rejeita o mal, persevera, é paciente O amor por Cristo não é mais fervoroso Faça as obras que fez no início A árvore da vida
Esmirna (2.8-11) O Primeiro e o Último, o que foi morto e reviveu Suporta o sofrimento graciosamente Nenhuma Seja fiel até a morte A coroa da vida
Pérgamo (2.12-17) Aquele que tem a espada afiada de dois gumes Mantém a fé em Cristo Tolera a imoralidade, a idolatria e heresias Arrependam-se O maná escondido e uma pedra com um novo nome
Tiatira (2.18-29) O Filho de Deus, que tem os olhos como chama de fogo e os pés semelhantes ao bronze polido O amor, o serviço, a fé e a paciência são melhores do que eram no início Toleram o culto idólatra e a imoralidade O julgamento está vindo; sejam fiéis Governarão nações e receberão a estrela da manhã
Sárdis (3.1-6) Aquele que tem os sete Espíritos de Deus e as sete estrelas Alguns têm sido fiéis Uma igreja morta Arrependam-se; fortaleçam o que ainda resta Os fiéis serão honrados e vestidos de branco
Filadélfia (3.7-13) O santo, o verdadeiro, aquele que tem a chave de Davi Persevera na fé, obedecem a Cristo, honram o seu nome Nenhuma Sejam fiéis Um lugar na presença de Deus, um novo nome e a Nova Jerusalém
Laodicéia (3.14-22) o Amém, a testemunha fiel e verdadeira, o princípio da criação de Deus Nenhum Indiferente Sejam zelosos e arrependam-se Compartilharão o trono de Cristo
Galeria

Sunday’s coming / O Domingo está chegando

Esta galeria contém 1 fotos.

Todos nós passamos mensagens. Algumas são tão discretas que chegam a ser subliminares. Outras são tão poéticas, tão bem trabalhadas que inundam a nossa alma de uma maneira especial. Ainda outras são tão espirituais que transcendem a barreira do tempo/espaço … Continuar lendo

Entrevista com o apóstolo Paulo (ex Saulo de Tarso)

Entrevista com o Apóstolo Paulo a um Judaizante, Sabatista e Legalista

  • Caros irmãos, imaginemos um Sabatista/Legalista/Judaizante entrevistando o Apóstolo Paulo a respeito dos ensinos que procuram justificar o homem pelas obras, baseando as respostas no que o Apóstolo Paulo escreveu inspirado pelo Espírito Santo na Epístola aos Gálatas…

EntrevistadorEntrevistador Sabatista/Judaizante/Legalista (empolgado): Amado Apóstolo Paulo, qual a sua opinião sobre as maravilhosas revelações dos profetas e visionários que surgiram no século XIX (Ellen White, Iran Edson, Guilherme Miller, etc)?

Apóstolo Paulo: Maravilho-me de que tão depressa passásseis daquele que vos chamou à graça de Cristo para outro evangelho. (Gal 1:6)

Entrevistador S/J/L: Mas o senhor não acredita que todos eles oferecem uma “luz menor” que guia à “luz maior” que é a Bíblia?

Apóstolo Paulo: Mas, ainda que nós mesmos ou um anjo do céu vos anuncie outro evangelho além do que já vos tenho anunciado, seja anátema. (Gal 1:8)

Entrevistador S/J/L (com um sorriso amarelo): Mas o senhor não acredita que eles apenas estão ensinando detalhes que não são revelados na própria Bíblia?

Apóstolo Paulo: Assim como já vo-lo dissemos, agora de novo também vo-lo digo. Se alguém vos anunciar outro evangelho além do que já recebestes, seja anátema. (Gal 1:9)

Entrevistador S/J/L: err… Mas o senhor não acredita que milhões de pessoas estão sendo “abençoadas” com os ensinamentos destes nossos profetas, além de todas as obras sociais e de ensino e ajuda humanitária? Não seria pecado questionar tudo isso?

Apóstolo Paulo: Porque, persuado eu agora a homens ou a Deus? Ou procuro agradar a homens? Se estivesse ainda agradando aos homens, não seria servo de Cristo. (Gal 1:10)

Entrevistador S/J/L: Mas apóstolo, o senhor vai me desculpar, nós temos a revelação que o homem precisa, para servir a Deus, guardar o Sábado, abster-se de alimentos impuros, conforme a Lei.

Apóstolo Paulo: Todos aqueles, pois, que são da obras da lei estão debaixo da maldição; porque está escrito: Maldito aquele que não permanecer em todas as coisas que estão escritas no livro da lei, para fazê-las. (Gál 3:10)

[Obs: Os Sabatistas/Legalistas/Judaizantes se abstêm de guardar todo o conteúdo da lei, guardando apenas partes da lei. Alguns poucos exemplos são (não acender fogo no sábado, não guardar a páscoa e outros rituais e principalmente não aplicar as medidas punitivas que são descritas na lei concernente ao adultério, quebra do sábado e outros, que envolviam até morte por apedrejamento). Ora, se é pra guardar a lei, ou se guarda TODA ela ou não, incluindo as conseqüências descritas na mesma para quem é desobediente.]

Entrevistador S/J/L: Mas apóstolo, Deus não julgará todos aqueles que são obedientes e que, portanto serão aprovados por Jesus para que mereçam a salvação sendo justificados por obedecer aos preceitos da lei?

Apóstolo Paulo: …é evidente que pela lei ninguém será justificado diante de Deus… (Gal 3:11)

Entrevistador S/J/L: Mas como? Por quê?

Apóstolo Paulo: …porque o justo viverá da fé. (Gal 3:11)

Entrevistador S/J/L: Mas apóstolo, o senhor está afirmando que Jesus não quer que guardemos os preceitos da Lei?

Apóstolo Paulo: Cristo nos resgatou da maldição da lei, fazendo-se maldição por nós; porque está escrito: Maldito todo aquele que for pendurado no madeiro. (Gal 3:13)

Entrevistador S/J/L: Mas apóstolo, dessa forma o senhor não está destruindo um fundamento de salvação, isto é, a justificação pela lei, para todos aqueles que crêem no sacrifício de Cristo e na graça desta redenção?

Apóstolo Paulo: Não aniquilo a graça de Deus, porque se a justiça provém da lei, segue-se que Cristo morreu debalde. (Gal 2:21)

Entrevistador S/J/L: Mas… mas… Pra que então foi mostrada a Lei?

Apóstolo Paulo: …para que é a lei? Foi ordenada por causa das transgressões, até que viesse a posteridade a quem a promessa tinha sido feita… (Gal 3:19)

Entrevistador S/J/L: Mas se é assim a lei, não vai de encontro ao que Deus falou e prometeu?

Apóstolo Paulo: Logo, a lei é contra as promessas de Deus? De nenhuma sorte; porque, se fosse dada uma lei que pudesse vivificar a justiça na verdade, teria sido pela lei. (Gal 3:21)

Entrevistador S/J/L: Mas o que fez a escritura ao mostrar a lei, então?

Apóstolo Paulo: … A Escritura encerrou tudo debaixo do pecado, para que a promessa pela fé em Jesus Cristo fosse dada aos crentes. (Gal 3:22)

Entrevistador S/J/L: Mas apóstolo, então, pra que serve a lei?

Apóstolo Paulo: … A lei nos serviu de aio, para nos conduzir a Cristo, para que pela fé fossemos justificados. (Gal 3:24)

Entrevistador S/J/L: Apóstolo, mas o que o senhor diria aos que guardam a lei? Não estão sendo sinceros para com Deus servindo-o melhor?

Apóstolo Paulo: Separados estais de Cristo, vós os que vos justificais pela lei. Da Graça tendes caído. (Gal 5:4)

Entrevistador S/J/L: Mas estas pessoas não estão sendo o remanescente fiel e verdadeiro?

Apóstolo Paulo: Ó insensatos… Quem vos fascinou para não obedecerdes à verdade… (Gal 3:1)

Entrevistador S/J/L: Como então cumpriremos a lei?

Apóstolo Paulo: …toda a lei se cumpre numa só palavra, nesta: Amarás ao teu próximo com a ti mesmo. (Gal 5:14)

Entrevistador S/J/L: O senhor está sendo muito duro.

Apóstolo Paulo: Fiz-me acaso vosso inimigo, dizendo a verdade? (Gal 4:16)

“Porque pela graça sois salvos, por meio da fé, e isto não vem de vós, é Dom de Deus. Não vem das obras, para que ninguém se glorie.” Efésios 2:8 e 9.

Autor: Miguel Ângelo L. Maciel é ex-Adventista, hoje um salvo pela Graça de Deus pelo Sacrifício do sangue derramado do Senhor Jesus Cristo na cruz do calvário.

Fonte: Blog Pensando em Deus

http://apdsji.wordpress.com/

chama viva

A grandeza de Deus (1Cr 29.11)

"Teu, SENHOR, é o poder, a grandeza, a honra, a vitória e a majestade, porque tudo é teu quanto há nos céus e na terra; teu, SENHOR, é o reino, e tu te exaltaste por chefe sobre todos. Riquezas e glória vêm de ti, tu dominas sobre tudo, na tua mão há força e poder; contigo está o engrandecer e a tudo dar força" 1Cr 29:11-12

"Teu, SENHOR, é o poder, a grandeza, a honra, a vitória e a majestade, porque tudo é teu quanto há nos céus e na terra; teu, SENHOR, é o reino, e tu te exaltaste por chefe sobre todos. Riquezas e glória vêm de ti, tu dominas sobre tudo, na tua mão há força e poder; contigo está o engrandecer e a tudo dar força" 1Cr 29:11-12

Deus é grande (Dt 7.21; Ne 4.14; Sl 48.1; 86.10; 95.3; 145.3; Dn 9.4), maior que a nossa capacidade de entender. A teologia afirma essa verdade, descrevendo-o como “incompreensível” – não que ele seja irracional ou ilógico, para impedir-nos de seguir os seus pensamentos, absolutamente, mas para dizer-nos que nossas mentes não podem compreendê-lo porque ele é infinito e nós, finitos. As
Escrituras retratam Deus com quem habita não só em trevas densas e impenetráveis, mas também em luz inacessível (Sl 97.2; 1Tm 6.16). Essas duas imagens expressam o mesmo pensamento: nosso Criador está acima de nós, e medi-lo está além do nosso poder.

Deus nos diz na Bíblia que a criação, a providência, a Trindade, a encarnação, a obra regeneradora do Espírito, a união com Cristo em sua morte e ressurreição e a inspiração das Escrituras – para mencionar apenas alguns – são fatos, e nós aceitamos com base na sua palavra, sem saber como tudo isso pode ser. Como criaturas, somos incapazes de compreender plenamente tanto o ser quanto as ações do Criador.

Contudo, assim como seria errado supor que sabemos tudo sobre Deus (e desse modo aprisioná-lo no estojo da nossa própria limitada noção a respeito dele), seria errado também duvidar que o nosso conceito sobre Deus constitua um real conhecimento dele. Uma das consequencias de termos sido feitos à imagem de Deus é que nós somos capazes tanto de conhecer a respeito dele como de conhecer a ele próprio relacionalmente de um modo verdadeiro, embora limitado. Calvino fala de Deus dizendo que ele condescende com as nossas fraquezas e acomoda-se à nossa incapacidade, tanto na inspiração das Escrituras  como na encarnação de seu Filho, com o objetivo de permitir-nos genuína compreensão a seu respeito. Por analogia, a forma e a substância da linguagem dos pais, quando falam com a criança, não se comparam com o pleno conteúdo da mente dos pais, quando se expressam em conversações com outro adulto; porém ainda assim, mesmo com a linguagem infantil, a criança recebe verdadeira informação a respeito dos pais e responde com crescente amor e confiança.

Esta é a razão pela qual o Criador se apresenta para nós antropomorficamente, como tendo rosto (Ex 33.11), ouvidos (Ne 1.6) e olhos (Jó 28.10); ou como tendo pés (Na 1.3), sentando-se sobre um trono (1Rs 22.19), voando nas asas do vento (Sl 18.10) ou combatendo em batalhas (2Cr 32.8; Is 63.1-6). Estas não são descrições daquilo que Deus é em si mesmo, mas daquilo que ele é para nós: o SENHOR transcendente que se relaciona com o seu povo como Pai e Amigo. Deus vem até nós dessa maneira para nos conquistar em amor e confiança, mesmo que, de certo modo, sejamos sempre crianças e entendamos só em parte (1Co 13.12).

Nunca devemos esquecer que o propósito da teologia é a doxologia; estudamos com o objetivo de louvar. O culto será sempre a mais verdadeira expressão de confiança em Deus, e será sempre culto adequado a Deus louvá-lo por ele ser maior do que nossa compreensão.

Fone: A Bíblia de Estudo de Genebra

A prova

A CRIATURA PROVA A EXISTÊNCIA DO CRIADOR

Vídeos do VodPod não estão mais disponíveis.

more about "The proof", posted with vodpod

A batalha espiritual

DE QUAL LADO VOCÊ ESTÁ?
DECIDA-SE

Vídeos do VodPod não estão mais disponíveis.

more about "A batalha espiritual", posted with vodpod

2012 – o fim do mundo

Vídeos do VodPod não estão mais disponíveis.

more about "2012 – o fim do mundo", posted with vodpod

Raios, trovões, relâmpagos

O arco-iris, um pacto de Deus com os homens