Arquivo da tag: moisés

O que aconteceu com a arca da Aliança?

O que aconteceu com a Arca perdida?

por Fran Morell, publicado em
NOVA fantasia

tradução gentilmente autorizada

Segundo a Bíblia, a Arca da Aliança é o meio pelo qual Deus falou a Moisés e aos israelitas.

No popular filme, Em busca da arca perdida, um tenaz arqueólogo chamado Indiana Jones luta contra os nazistas e os seus corruptos competidores para recuperar a verdadeira arca da aliança. A película é já um clássico do gênero de aventura, mas deixou muita gente fazendo-se algumas perguntas: o que é a Arca da Aliança e tem esses poderes que dizem? O que lhe aconteceu realmente?

A história da Arca começa na Bíblia. No livro do Êxodo, depois que os hebreus deixam Egito, Deus deu instruções a Moisés sobre como fabricar a Arca:

Faça com que fabriquem um cofre de madeira de acácia, de dois côvados e meio de comprimento, um côvado e meio de largura e um côvado e meio de altura. Forra-o com ouro puro, tanto por dentro como por fora, e faça um molde de ouro ao seu redor. Forja quatro anéis de ouro para ela e prega-os nos seus quatro pés, com dois anéis em um lado e dois noutro. Logo faça paus de madeira de acácia e forra-os com ouro. Introduz os paus nos anéis dos lados do cofre para transportá-lo. Os paus devem ficar nos anéis da arca; não devem ser retirados.

Ninguém sabe hoje exatamente de que madeira de árvore “acácia” estava feita (ainda que alguns especulem que poderia ser cedro) mas as instruções claramente ordenam que deve ser usada para fabricar uma caixa com medidas modernas equivalentes a 1,2 metros de comprimento e 0,6 metros de largura e de altura. Os paus eram introduzidos nos anéis de cada lado da arca para poder assim ser transportada de um lugar a outro pelos sacerdotes. Em outra passagem há instruções sobre a tampa da arca, conhecida como “o assento da piedade”:

Faça uma cobertura de expiação de ouro puro, de dois côvados e meio de comprimento e um côvado e meio de largura. E faça dois querubins de ouro batido nos extremos da tampa. Faça que um querubim olhe para o outro; faça o querubim de uma peça com a tampa, aos dois extremos. O
querubim há ter as suas asas estendidas para cima, cobrindo a tampa com elas. Os querubins devem olhar um para o outro, observando a tampa.

Enquanto Moisés e os israelitas estavam acampados durante o seu êxodo pelo deserto, a Arca era guardada num tabernáculo de viagem que construíram, em uma seção conhecida como “o sanctasanctórum”. Era ali onde Moisés e os sacerdotes falariam com Deus para que lhes desse instruções. Na
Bíblia Deus diz a Moisés:

Ali sobre a tampa entre os dois querubins que há na arca do Testemunho, encontrarei-me contigo e darei-te todas as minhas ordens para os israelitas.

Dentro da caixa estavam guardadas algumas das relíquias mais sagradas para os judeus, incluindo os restos das tábuas de pedra originais com os dez mandamentos.

Após os israelitas ficarem definitivamente na sua terra prometida, o rei Davi preparou-se para construir um templo permanente para Deus em Jerusalém. Enquanto a arca era transportada ao seu novo local, aconteceu um incidente que mostrou que as instruções de Deus sobre a arca não deviam ser tomadas como brincadeira.

Segundo a Bíblia, a arca só devia ser transportada pelos levitas (um grupo de hebreus que só se dedicavam a trabalhar no templo) e usando os paus. No canto, o rei David a trouxe a Jerusalém em um carro conduzido por um boi. E segundo diz o primeiro livro das Crônicas na Bíblia:

Quando chegaram ao campo de trilhado de Kidon, Uzzah (o que conduzia o carro) sacou a mão para evitar que a arca caísse, porque o boi tropeçara. A ira do Senhor dirigiu-se contra Uzzah, e queimou-lhe porque pusera a sua mão sobre a arca. Assim que morreu ali perante Deus.

Ainda que manejar mal a arca fosse perigoso, também semeava ser o ponto focal de muitos milagres que ajudaram os israelitas em tempos de necessidade. Em Josué 4 a Bíblia diz que quando os sacerdotes que levavam a arca entraram no rio Jordão, de contado deixou de fluir, permitindo aos israelitas cruzar sobre terra seca. E também quando a arca era levada às batalhas sob as ordens de Deus, os israelitas ganhavam.

Onde foi?

O que aconteceu a este incrivelmente importante objeto histórico, seria mesmo sobrenatural? Ninguém o sabe com certeza.

Atualmente a Cúpula da Rocha está no monte do templo onde esteve alguma vez o templo de Salomão, o que continha a Arca.

O filho do rei Davi, o rei Salomão, instalou a arca no primeiro templo ao redor do ano 1000 antes de Cristo. Provavelmente ficou ali no sanctasanctórum durante muitos anos. Em 586 a.C. a cidade foi atacada pelo imperador babilônio Nabuconodosor II, quem saqueou a cidade e destruiu o templo. Muitos dos objetos sagrados que usaram no templo foram roubados com a guerra. Ainda que a lista de objetos colhidos por Nabuconodosor seja grande, não inclui a arca. Isto leva muitos peritos na Bíblia a sugerir que a arca deve ter sido retirada do templo antes do ataque. Sugere-se que foi levada a um lugar secreto pelos sacerdotes que temiam que Nabuconodosor tivesse êxito na batalha.

Se foi deslocada antes da invasão babilônia, onde foi posta? Alguns especulam que a famosa caixa nunca deixou a cidade. O monte do templo, que ainda está em Jerusalém hoje, está cheio de túneis e covas, segundo muitos afirmam. Poderia estar em alguma cova existente debaixo do antigo lugar do templo?

Alguns grupos ultrafundamentalistas judeus esperam que algum dia o monte do templo, atualmente ocupado por estruturas muçulmanas, seja o lugar onde situar o terceiro templo, onde colocar a arca reencontrada. A cúpula da rocha é um templo muçulmano, um edifício que protege a grande rocha que foi seguramente o lugar
onde estava o sanctasanctórum nos antigos templos judeus (um perito chegou mesmo a localizar uma impressão retangular na rocha onde acredita que estava situada a arca) e está situado exatamente no local onde os judeus querem erigir o terceiro templo. Isto leva às fricções entre os grupos radicais judeus e as autoridades muçulmanas encarregadas de dirigir atualmente o monte.

Em 1982 levou-se a cabo uma escavação secreta nas beiras do monte dirigida pelo rabino fundamentalista Yehuda Meir Getz. A escavação era ilegal e especulou-se que o que procuravam era a arca da aliança, mas a escavação acabou subitamente quando os árabes escutaram o barulho que faziam as máquinas debaixo de seus pés, concretamente dizem que através de uma cisterna. Ainda que Getz estivesse convencido de que a Arca estava em uma câmara secreta a uns poucos metros do lugar onde chegou cavando, é muito improvável que os muçulmanos permitam continuar fazendo mais escavações no futuro mais próximo.

Uma arca elétrica?

Se não sabemos onde está a arca, podemos saber ao menos algo sobre os seus poderes? Em 1999 o escritor Richard Andrews, em um artigo publicado no jornal Daily Mail, especulou que o arca funcionava como um acumulador gigantesco que poderia acumular uma carga elétrica enquanto viajava pelo deserto, do mesmo jeito no que um vagão de trem vai se carregando de eletricidade estática enquanto é conduzido em um dia quente. Andrews argumentava que se a Arca desenvolvia uma carga poderosa, isto poderia explicar por que as pessoas que a tocavam morriam de contato através de um raio.

“Se os israelitas puseram-se a construir um acumulador primitivo, dificilmente poderiam ter escolhido um desenho melhor que o da Arca”, dizia Andrews no seu artigo. Mais tarde, Andrews construiu um modelo da Arca, e quando foi posto à prova, acumulou uma carga.

Ainda que a teoria de Andrews seja interessante, não explica realmente nenhum dos outros milagres atribuídos à Arca. Para eles, a única explicação seria a intervenção divina.

No entanto, muitos peritos duvidam que a Arca poderia estar ainda dentro do monte do templo. O rei Herodes reconstruiu e reformou a maior parte do monte no primeiro século depois de Cristo e se a Arca estivesse lá de certo que a encontrariam e a colocariam de novo no templo.

Outros sugerem que a Arca foi retirada da cidade antes que os babilônios a conquistassem e que foi escondida no campo. Alguns textos antigos sugerem que esta localização poderia estar na beira leste do rio Jordão, perto do monte bíblico de Nebo. Para alguns estudiosos é mais provável que a Arca fosse escondida na beira oeste do Jordão, e se localizaria em alguma das covas do Mar Morto, onde foram encontrados os famosos manuscritos. Mas ainda que todas essas sejam possibilidades intrigantes, sabemos pelo relato bíblico sobre o sítio de Jerusalém por Nabuconodosor que nada entrou nem saiu de Jerusalém durante 18 meses e que as pessoas morreram de fome dentro. É improvável que os hebreus tenham conseguido retirar a Arca durante esse período. Se a Arca estava no interior da cidade quando começou o sítio, lá é quase certo que também estava quando ele acabou. Poderia a Arca deixar a cidade antes do sítio?

A conexão etíope

Em 1992 um livro intitulado The Sign and the Seal: The Quest for the Lost Ark of the Covenant, de um tal Graham Hancock, jornalista inglês, avança uma teoria distinta sobre o que aconteceu à Arca. No livro Hancock explora histórias da Etiópia que sugerem que a Arca foi levada para lá na Antigüidade. Ainda que haja muitas variações do conto, a história sugere que a Arca foi transportada à Etiopía por um homem chamado Menelik. Segundo a tradição etíope, Menelik foi o filho do rei Salomão e a rainha de Sabá. Nesta tradição, Etiópia é a antiga Sabá, ainda que a maioria dos estudiosos hoje em dia identifiquem essa terra
coma o moderno Iêmen.

Menelik, dizem as crônicas reais etíopes, teve boa conta da Arca para mantê-la segura. À medida que foram passando os séculos, foi-se mudando de lugar em lugar, mas agora, sugere Hancock, poderia estar repousando na vila de Axum, na capela de Santa Maria de Sião. Nesse lugar há uma pequena capela santuário, de 40 pés quadrados, onde supostamente está a Arca. Hancock visitou o lugar em 1991 e encontrou-se com um homem chamado Abade Welde Giorgis, descrito como “o gardião da Arca”. A missão de Giorgis é uma grande honra, mas limita a sua vida social, porque não se lhe permite deixar o recinto do santuário enquanto dure a sua missão na vida.

Giorgis indicou a Hancock que a Arca estava ali, mas seguindo as tradições da igreja, a Hancock não se lhe permitiria vê-la, nem a Giorgis descrevê-la. Outros jornalistas e escritores que visitaram o lugar obtiveram respostas semelhantes às suas perguntas. Assim que se a Arca repousa em Axum, não há nenhuma prova que dê fé disto.

– – –


Bibliografia

Redemption Ark, por Alastair
Reynolds

Inside Noah’s Ark, por Charles Reasoner

Puppies in the Pantry, por Ben M. Baglio

On Noah’s Ark, por Jan Brett

Lost Secrets of the Sacred Ark, por Laurence Gardner

A marcha dos desqualificados

"Ora, àquele que é poderoso para vos guardar de tropeçoes e para vos apresentar em exultação, imaculados diante da sua glória" Jd 1:24

"Ora, àquele que é poderoso para vos guardar de tropeçoes e para vos apresentar em exultação, imaculados diante da sua glória" Jd 1:24

Deus é tão grande quanto é imparcial. Se Ele chamasse somente os capacitados deste mundo, Ele não estaria sendo justo, logo deixaria de ser o Deus perfeito que Ele mesmo anuncia ser.

A conclusão a que chegamos, quando nos deparamos com vários relatos bíblicos, é que o Justo chama todos para algum trabalho especial dentro da Sua livre, espontânea e soberana vontade, porém nós é que nos fazemos escolhidos.

“Tome sua posição!” – você entenderá vendo este vídeo, cuja tradução está logo abaixo


Vídeos do VodPod não estão mais disponíveis.

more about “A marcha dos desqualificados“, posted with vodpod

Minha livre tradução:

Você acha que Deus não pode usá-lo?
Você acha que ele somente usa pessoas grandemente qualificadas?
Então preste bastante atenção:
Moisés nem era um grande orador
Jonas fugiu de Deus
Jacó era mentiroso
Noé bebia
Raabe era uma prostituta
O rei Davi teve um caso extraconjugal
Jeremias era depressivo… e muito!
O rei Salomão era rico em sabedoria mas pobre no estilo de vida
João, o Batista era simplesmente um pobre
Timóteo era muito jovem
Abraão era muito velho
Lázaro estava morto
Sara era estéril
Noemi era uma viúva
Ambos, Gideão e Tomé, duvidaram
Tal e qual a Sara
Pedro sofria de falta de auto-controle
Tiago e João se julgavam corretos
Paulo era “pavio-curto”
Assim como Pedro e Moisés e mais um monte de gente
O exército de Deus não é perfeito
Nem nunca foi
É a marcha dos desqualificados
Tome sua posição!


Galeria

Os patriarcas e profetas de Israel, nossos pais na fé

Esta galeria contém 19 fotos.

ABRAÃO Abrão nasceu (Gn 11.26); casou com Sarai (Gn 11.29); emigrou de Ur para Harã (Gn 11.31); chamado por Deus (Gn 12.1-5); foi ao Egito (Gn 12.10-20); separou-se de Ló (Gn 15.18); hospedou anjos (Gn 18.1-21); intercedeu por Sodoma (Gn … Continuar lendo

Os Dez Mandamentos do Internauta Cristão

 

 

"Pois o Senhor ama a justiça e não desampara os seus santos; serão preservados para sempre, mas a descendência dos ímpios será exterminada" Sl 37:28

"Pois o Senhor ama a justiça e não desampara os seus santos; serão preservados para sempre, mas a descendência dos ímpios será exterminada" Sl 37:28

1. Terás consciência que a Internet é um canal usado pelo bem mas muito mais pelo mal.

2. Não divulgarás seus dados a quem não conhece pessoalmente.

3. Saberás que na Internet qualquer pessoa pode fingir ser outra, portanto, a chance de ser enganado é grande. ‘Amigo’ numa rede social pode na verdade ser inimigo.

4. Fugirás de sites cujo conteúdo não edifica, assim como o cristão também evita freqüentar lugares que não convém.

5. Evitarás pessoas que flertam contigo na rede como se fossem a praga bubônica.

6. Não marcarás ‘encontros’ via Internet com pessoas que não conhece. Lembra-te do terceiro mandamento.

7. Lembrarás que o que revelas de tua vida na Internet, bem como tuas palavras e comportamento, estão sendo observados por outros – e servem como teu testemunho.

8. Não passarás horas á fio surfando na net sem razão útil, ás custas de tuas outras responsabilidades. Lembra-te que também há vida fora da rede.

9. Não verás pornografia na Internet, sob qualquer desculpa. Guardarás a tua mente, teus olhos, e teu coração.

10. Serás uma força para o bem na Internet e não cúmplice do mal.

Fonte: sra.Vera Lúcia in http://comunidade.arcauniversal.com/group/mural/forum/topics/os-dez-mandamentos-do-jovem

 

 

 

Galeria

Deuteronômio – o livro da obediência

Não existe um livro que eu mais leia do que o quinto livro do grande legislador Moisés: Deuteronômio. Eu costumo chamá-lo de o livro da obediência. Abaixo você pode encontrar um esboço sobre este intrigante livro, e um pouco mais … Continuar lendo

A primeira catástrofe ecológica está descrita na Bíblia

Os estudiosos dizem que a história das dez pragas do Egito pode ter sido originada de uma catástrofe ecológica que realmente pode ter acontecido.

egito

"Ele envia as suas ordens à terra e sua palavra corre velozmente" Sl 147:15

1. As águas do Nilo Tingem-se de Sangue

A explosão do Vulcão Santorini espalhou cinzas por sobre o Egito. A lama e a fumaça que caíram sobre o rio torna quente a água do Nilo e provoca a reprodução descontrolada de Pfiesteria, uma alga que provoca hemorragias nos peixes, matando-os e infestando as águas com sangue. Propõe-se também a ocorrência de uma erupção vulcânica que cobriu a água de lava, alterando a sua coloração.

2. Rãs Cobrem a Terra

A intoxicação das águas faz com que as rãs e sapos fujam do rio, espalhando-se por toda a região.

3. Mosquitos Atormentam Homens e Animais

A morte dos sapos atrai grande quantidades de insetos, inclusive o terrível maruim, um pequeno mosquito de picada muito dolorosa.

4. Moscas Escurecem o Ar e Atacam Homens e Animais

Outro tipo de inseto, a mosca dos estábulos, transforma-se em praga, atacando todo tipo de mamífero que encontra.

5. Uma Peste Atinge os Animais

A peste eqüina africana e a peste língua-azul, doenças transmitidas pelo maruim, mataram a maioria dos mamíferos.

6. Pústulas Cobrem Homens e Animais

O mormo, uma doença eqüina que também ataca o homem, é transmitida pela mosca dos estábulos provocando úlceras na pele.

7. Chuva de Granizo Destrói Plantações

O granizo pode cair nas regiões desérticas do Mediterrâneo, embora seja um fenômeno relativamente raro. Misturado com raios, da à ilusão de ser saraiva. Também se supõe que proveio do encontro entre uma massa de ar quente e uma massa de ar fria que causa ventos, chuva forte, ou tempestades elétricas, que os egípcios poderiam interpretar como chuva de fogo.

8. Nuvem de Gafanhotos Ataca Plantações

Após a tempestade, os ventos fortes mudaram o curso dos gafanhotos etíopes.

9. Escuridão Encobre o Sol por Três Dias

Uma tempestade de areia pode durar dias e é capaz de encobrir completamente a luz do Sol. É possível que o mesmo fenômeno que ocorreu com os raios tenha encoberto o Sol, devido às correntes de areia do deserto do Saara levantadas pelo vento.

10. Os Primogênitos de Homens e Animais Morre

Com a escassez de alimentos, causada pela morte dos animais e peixes e a devastação das plantações. Cereais eram guardados em celeiros, ou abaixo da terra para serem protegidos da contaminação, mas já estavam contaminados por vestígios dos gafanhotos e/ou moscas dos estábulos, e junto com o forte calor os grãos podem desenvolver um tipo de fungo altamente tóxico. Como no Egito antigo os primogênitos (tanto humanos quanto dos animais) tinham a preferência na alimentação, uma tradição no Egito antigo, tanto para homens quanto para animais (recebiam a primeira porção, logo a mais contaminada por ser mais vulnerável, e uma porção extra no final) como eram muitas toxinas, era possível a morte dos primogênitos.

 

  

  

    

 

 

  

     
O Senhor execultou Julgamento contra o povo egípcio, ou contra os deuses impotentes do Egito?

1ª praga: ÁGUA DO NILO E OUTRAS SE TRANSFORMARAM EM SANGUE
O Deus do Nilo, Hápi, foi desmoralizado
2ª praga: RÃS
A Deusa-Rã, Heqt, foi incapaz de impedi-la
3ª praga: PÓ SE TRANSFORMOU EM BORRACHUDOS
Tot, senhor da magia foi desmoralizado
4ª praga: MOSCÕES POR TODO O EGITO, EXCETO EM GÓSEN ONDE O POVO DE ISRAEL VIVIA
Ptah, criador do universo nada pode fazer

5ª praga: PESTE NO GADO

Hator, deusa-vaca e Ápis, deus-touro, nada puderam fazer

6ª praga: FURUNCULOS

Ísis, deusa-da-medicina, nada pode fazer

7ª praga: TROVÕES E SARAIVA

Reshpu, controlador das chuvas, relâmpagos e trovões também foi desmoralizado

8ª praga: GAFANHOTOS QUE DESTRUÍRAM AS PLANTAÇÕES

Min, deus da fertilidade e protetor das colheitas tambem foi desmoralizado

9ª praga: TRÊS DIAS DE ESCURIDÃO

Rá, o destacado deus-sol e Hórus um deus solar foram desmralizados

10ª praga: O ANJO DA MORTE QUE MATOU OS PRIMOGÊNITOS DO EGITO, INCLUSIVE O FILHO DE FARÁO QUE ERA TIDO COMO UM DEUS ENCARNADO

Amon-Rá, representado como carneiro e o próprio filho de faraó foram incapazes de impedi-la

Vimos aí que as Pragas eram para provar ao povo do Egito que só o Senhor é Deus, porém eles não entederam.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Via Dolorosa by Sandi Patti

Spliting the Red Sea, Hebrew version

Spliting the Red Sea, Hebrew version (the animation of Prince of the Egypt)

Vídeos do VodPod não estão mais disponíveis.

more about “Spliting the Red Sea, Hebrew version“, posted with vodpod

 

“EHEIEH-ASHER-EHEIEH”

“EHEIEH-ASHER-EHEIEH”, the Hebrew version of “I AM THAT I AM” from Prince of the Egypt (the animation)

Vídeos do VodPod não estão mais disponíveis.

more about ““EHEIEH-ASHER-EHEIEH”“, posted with vodpod

 

“I AM THAT I AM”

“I AM THAT I AM” and God of Abraham introduce yourself to the makind as the Eternal, the Holy One

Vídeos do VodPod não estão mais disponíveis.

more about ““I AM THAT I AM”“, posted with vodpod