Caso 1: Matou um anjo para castigar o amante

O delegado responsável pela investigação da morte da menina Lavínia quer interrogar novamente os pais da criança, a autora confessa do crime e outras testemunhas. A declaração foi feita durante o enterro, ocorrido ontem, em Duque de Caixas, na Baixada Fluminense.


A Polícia Civil quer entender como Lavínia foi levada, no meio da madrugada, de dentro de casa, e encontrada dois dias depois, morta, embaixo da cama de um quarto de hotel, no centro de Duque de Caxias.

Uma multidão foi nesta quinta-feira ao enterro da menina de seis anos, morta pela amante do pai, Luciene Santana. Cerca de 400 pessoas estavam presentes ao cemitério. Parentes passaram mal e muitos gritaram em protesto.

Lavínia foi sepultada numa gaveta simples, homenageada com flores. Parentes do pai da criança disseram à polícia que não sabiam do caso extraconjugal.

Luciene confessou o crime. Ela teria esganado a menina por vingança e ganância, pois ele não queria morar com ela e teria negado R$ 2 mil para que a amante comprasse um carro. Imagens divulgadas pela polícia mostram a mulher, de blusa listrada, saindo de um ônibus com Lavínia, de blusa laranja. As duas estavam de mãos dadas, por volta das 5h30 da manhã de segunda-feira.

Nas imagens captadas pelas câmeras do veículo é possível vê-las andando pela rua. A polícia descobriu o ônibus em que elas viajaram depois de rastrear o vale transporte de Luciene. Ela já está presa.

Fonte: e-Band

Veja também o caso 2: Matou os pais e foi comprar cerveja – O vagabundo assassino

Confira também: este conteúdo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s