Arquivo da tag: o mais belo

A grandeza de Deus (1Cr 29.11)

"Teu, SENHOR, é o poder, a grandeza, a honra, a vitória e a majestade, porque tudo é teu quanto há nos céus e na terra; teu, SENHOR, é o reino, e tu te exaltaste por chefe sobre todos. Riquezas e glória vêm de ti, tu dominas sobre tudo, na tua mão há força e poder; contigo está o engrandecer e a tudo dar força" 1Cr 29:11-12

"Teu, SENHOR, é o poder, a grandeza, a honra, a vitória e a majestade, porque tudo é teu quanto há nos céus e na terra; teu, SENHOR, é o reino, e tu te exaltaste por chefe sobre todos. Riquezas e glória vêm de ti, tu dominas sobre tudo, na tua mão há força e poder; contigo está o engrandecer e a tudo dar força" 1Cr 29:11-12

Deus é grande (Dt 7.21; Ne 4.14; Sl 48.1; 86.10; 95.3; 145.3; Dn 9.4), maior que a nossa capacidade de entender. A teologia afirma essa verdade, descrevendo-o como “incompreensível” – não que ele seja irracional ou ilógico, para impedir-nos de seguir os seus pensamentos, absolutamente, mas para dizer-nos que nossas mentes não podem compreendê-lo porque ele é infinito e nós, finitos. As
Escrituras retratam Deus com quem habita não só em trevas densas e impenetráveis, mas também em luz inacessível (Sl 97.2; 1Tm 6.16). Essas duas imagens expressam o mesmo pensamento: nosso Criador está acima de nós, e medi-lo está além do nosso poder.

Deus nos diz na Bíblia que a criação, a providência, a Trindade, a encarnação, a obra regeneradora do Espírito, a união com Cristo em sua morte e ressurreição e a inspiração das Escrituras – para mencionar apenas alguns – são fatos, e nós aceitamos com base na sua palavra, sem saber como tudo isso pode ser. Como criaturas, somos incapazes de compreender plenamente tanto o ser quanto as ações do Criador.

Contudo, assim como seria errado supor que sabemos tudo sobre Deus (e desse modo aprisioná-lo no estojo da nossa própria limitada noção a respeito dele), seria errado também duvidar que o nosso conceito sobre Deus constitua um real conhecimento dele. Uma das consequencias de termos sido feitos à imagem de Deus é que nós somos capazes tanto de conhecer a respeito dele como de conhecer a ele próprio relacionalmente de um modo verdadeiro, embora limitado. Calvino fala de Deus dizendo que ele condescende com as nossas fraquezas e acomoda-se à nossa incapacidade, tanto na inspiração das Escrituras  como na encarnação de seu Filho, com o objetivo de permitir-nos genuína compreensão a seu respeito. Por analogia, a forma e a substância da linguagem dos pais, quando falam com a criança, não se comparam com o pleno conteúdo da mente dos pais, quando se expressam em conversações com outro adulto; porém ainda assim, mesmo com a linguagem infantil, a criança recebe verdadeira informação a respeito dos pais e responde com crescente amor e confiança.

Esta é a razão pela qual o Criador se apresenta para nós antropomorficamente, como tendo rosto (Ex 33.11), ouvidos (Ne 1.6) e olhos (Jó 28.10); ou como tendo pés (Na 1.3), sentando-se sobre um trono (1Rs 22.19), voando nas asas do vento (Sl 18.10) ou combatendo em batalhas (2Cr 32.8; Is 63.1-6). Estas não são descrições daquilo que Deus é em si mesmo, mas daquilo que ele é para nós: o SENHOR transcendente que se relaciona com o seu povo como Pai e Amigo. Deus vem até nós dessa maneira para nos conquistar em amor e confiança, mesmo que, de certo modo, sejamos sempre crianças e entendamos só em parte (1Co 13.12).

Nunca devemos esquecer que o propósito da teologia é a doxologia; estudamos com o objetivo de louvar. O culto será sempre a mais verdadeira expressão de confiança em Deus, e será sempre culto adequado a Deus louvá-lo por ele ser maior do que nossa compreensão.

Fone: A Bíblia de Estudo de Genebra

Anúncios

A prova

A CRIATURA PROVA A EXISTÊNCIA DO CRIADOR

Vídeos do VodPod não estão mais disponíveis.

more about "The proof", posted with vodpod

Ação e reação: eu O obedeço, Ele me abençoa

Ah, como é bom obedecer ao meu SENHOR

Como cai bem ouvir os Seus estatutos

Quanto prazer há no meditar sobre a Sua santa Palavra

E como é gostoso ouvir o som da Sua voz

O meu SENHOR é amável

É incalculável o valor dos Seus preceitos

Caem reis, levantam-se principados, generais são depostos

Mas as promessas do meu SENHOR permanecem intactas

Falou Ele, concretizado será

Se Ele sopra uma palavra, derrete-se o meu coração

Se Ele diz que me ama, derrama-se feito água a minha alma

Temos um anelo. Tu e eu. Um pacto infalível

Eu sirvo a Ti e Tu me carregas, aconchegando-me em teus braços eternos

Amo-Te, SENHOR meu. Amo-Te com a força toda da minh’alma

“Amei-te com amor eterno” – Jr 31:3

Será que você conhece o meu Rei? Vamos ver… EU DUVIDO!!!

Esta é uma mensagem do já falecido pastor J.M.Lockridges. Na língua inglesa é possível juntar algumas palavras, formando então uma idéia fabulosa, que na nossa língua portuguesa não dá tão certo assim. É o caso deste sermão. Ouvindo-o em inglês é muito mais profundo do que quando traduzido para a nossa língua mãe. Por isto não irei traduzir, passarei a idéia do sermão, que é forte, arrebenta! No vídeo está somente partes do sermão, aqui embaixo está o sermão inteiro.

“A Bíblia diz que o meu Rei é

O Rei dos Judeus

O Rei de Israel

Que Ele é o Rei de toda a retidão

O Rei de todas as eras

O Rei dos céus

O Rei da glória

O Rei dos reis

E o SENHOR dos senhores

Este é o meu Rei

Davi diz que os céus mostram a glória de Deus e o firmamento anuncia a obra das suas mãos

Não há palavras ou meios para definir o seu ilimitado amor

Nenhum telescópio por mais poderoso que seja pode trazerà visibilidade o seu reino

Nenhuma barreira é capaz de deter as suas bênçãos

Ele é forte para todo o sempre

Ele é integralmente sincero

Ele é eternamente forte

Sua graça é eterna

Seu império é o mais poderoso

Sua misericórdia é imparcial

Este é o meu Rei

Ele é o Filho de Deus

Ele é o Salvador dos pecadores

Ele é a personagem central da História

Ele permanece por si só

Ele é augusto

Ele é único

Ele é incomparável

Não há um igual

Ele é supremo

Ele é o primeiro

Ele é a idéia mais elevada na literatura

Ele é a pessoa mais importante na filosofia

Ele é a questão suprema

Ele é a doutrina fundamental da verdadeira teologia

Ele é a necessidade básica da vida espiritual

Este é o meu Rei

Ele é o milagre de todos os tempos

Tudo nEle é superlativo

Ele é o único capaz de suprir todas as nossas necessidades simultaneamente

Ele é a força do fraco

Ele está disponível para aquele que é tentado e provocado

Ele ajuda e salva

Ele guarda e guia

Ele cura o doente

Ele limpa a lepra

Ele perdoa os pecadores

Ele elimina o peso dos devedores

Ele liberta os cativos

Ele defende os fracos

Ele abençoa os jovens

Ele serve os desafortunados

Ele considera os velhos

Ele recompensa os diligentes

Meu Rei é a chave de todo o conhecimento

Ele é a fonte de toda a sabedoria

Ele é a porta para a liberdade

Ele é o caminho da paz

Ele é a estrada da retidão

Ele é a via para a santidade

Ele é o portão da glória

Ele é o mestre de todo o poder

Ele é o capitão dos conquistadores

Ele é o cabeça dos heróis

Ele é o líder dos legisladores

Ele é o dirigente dos vencedores

Ele é o governador dos governadores

Ele é o principe dos principes

Ele é o Rei dos reis

E Ele é o Senhor dos senhores

Este é o meu Rei

Sua promessa é verdadeira

Sua vida se encaixa em tudo

Sua bondade não tem fim

Sua misericórdia dura para todo o sempre

Seu amor nunca muda

Sua palavra basta

Sua graça é suficiente

Seu reino é reto

E seu fardo é leve

Eu tentei descrevê-Lo

Mas Ele é indescritível

Ele é incompreensível

Ele é invencível

Ele é irresistível

Estou tentando dizer a você

Que até os céus dos céus não podem contê-Lo

Você não pode contê-Lo

Você não pode viver sem Ele

Os fariseus não puderam detê-Lo quando o descobriram

Pilatos não encontrou condenação algum nEle

As testemunhas não puderam entrar num acordo contra Ele

Herodes não pode matá-Lo

A morte não pode com Ele

E o túmulo não pode segurá-Lo

Este é o meu Rei

Ele sempre tem sido e Ele sempre será

Estou dizendo que não houve um anterior a Ele

E não haverá um sucessor

Você não pode detê-Lo e nem resistir a Ele

Este é o meu Rei”

BEHOLD, HE COMES!

Everything GOD created was perfect but manking attacked against HIS will <Toda a criação de Deus é perfeita… mas o homem rebelou-se>

Vídeos do VodPod não estão mais disponíveis.

more about “BEHOLD, HE COMES!“, posted with vodpod

 

Thy word

Esta música é especial

Vídeos do VodPod não estão mais disponíveis.

more about “Thy word“, posted with vodpod

 

O mais belo dentre os milhares

"e eis que estou convosco todos os dias até à consumação do século" Mt 28:20

"e eis que estou convosco todos os dias até à consumação do século" Mt 28:20

Quando em batalhas, ELE é o anjo protetor. Diante dELE poderosos reis curvam-se e cambaleam aqueles que trazem medo. O forte chora na sua frente e o experiente perde-se em plena luz do dia.

Para ELE todo segredo está diante de si e o desejo mais secreto não lhe está oculto.

Vem a noite e tudo é escuro, homens andam às apalpadelas e gigantes titubeam diante da penumbra. Mas ELE se mantem de pé, sem vacilos.

Cai um muro, e logo depois toma-se a cidade, mas ELE nunca é pego de surpresa.

Das trevas ELE faz dia e da escuridão uma tocha fumegante.

ELE não teme o pavor da madrugada e a sua voz nunca treme diante do monstro da noite.

Num dia em que um turbilhão de oceanos vinham sobre ELE, a um comando seu o turbilhão foi afugentado. O turbilhão de oceanos tremeu diante da sua voz como se fosse uma criancinha de colo.

Da sua mão tira mistérios inauditos e o que é surpreendente vem pelos seus lábios. O impossível é a sua especialidade e o que nem veio à tona está presente nos seus pensamentos.

As estrelas ruborizam-se ao vê-lo e as constelações morrem de inveja dos seus olhos.

Brilha o Sol e incendeiam-se duzentos mil cometas, mas ELE lança o seu sopro e todos aqueles monstros de fogo perdem a sua bravura.

Há tesouros escondidos no Terceiro Céu. Lá há todo tipo de riquezas incontáveis, porém o mais rico de todos os homens com sua riqueza multiplicada por dez milhões não passa de um pequeno vassalo no seu reino.

Diante de si vai uma hoste que conhece bem a sua voz, e após si vem as miríades dos seus fihos, todos bem criados.

Ninguém conhece a sua história e em nenhum livro contam-se os anos da sua vida, mas sabe-se que com o seu manto ELE cobre o infinito.

A Eternidade veio dELE, foi criação sua, uma das primeiras. Logo depois ELE fez vir a luz a História.

Não demorou muito e levantou-se um invejoso. Mas este foi destronado para aquele ser tudo em todos.

Mas este invejoso não se cansa. Por mais que ele perca tanto mais ele tenta roubar-lhe o trono do seu reino.

Mas nem se cansa aquele que é o mais belo dentre os milhares. Nem dorme, nem morre ou se perde. ELE vigia o que é seu para que o invejoso não venha apossar-se do que não lhe pertença.

Entra ano e sai ano, passam-se mil séculos, mas os olhos dELE continuam fitos naqueles que lhe pertencem.

Morrem milhares e milhões deixam de nascer, mas ELE continua firme com a sua espada na mão.

Seu sustento vem de si mesmo e o que nos põe de pé está nELE.

Sua essência é toda de delícias e as mais finíssimas iguarias estão na sua mesa. Forra-se uma toalha e o Universo vem saborear a sua comida.

ELE dá, oferece e entrega sem falta ou mesuras, e nunca falta-lhe o pão.

Seu relógio marca todos os micro-milésimos de todas as Eras e todos os acontecimentos lhe estão presentes.

Numa ocasião em que Presente, Passado e Futuro tentaram-lhe enganar, ELE trouxe à baila todos os acontecimentos como se toda a História tivesse sido criada naquele momento.

Não vacila o mais belo dentre os milhares. Nem cochila.

Nas suas mãos estão as chaves do Além e no Abismo ELE guarda uma cópia.

Vida vem dELE e força também. Nunca morre o mais belo dentre os milhares, nem se cansa, nem se fatiga. Não se enfadonha nem se esmorece.

ELE toma as asas da Alvorada e vai longe, bem longe… Voa até o Início de Tudo e de lá traz notícias cheias de consolação e glória.

Assim é o meu amado, o mais belo dentre os milhares.